Saturday, December 3, 2016

O novo de novo



     Minha primeira descoberta sobre o Ouvido Absoluto foi no começo dos anos 2000. Naquela época descobri que um americano chamado David Lucas Burge fazia um trabalho na área há quase 20 anos. Agora então olhei no site dele www.perfectpitch.com e já são 30 anos.

    Ouvido Absoluto em inglês pode ser traduzido para perfect pitch ou absolute pitch. Comprei na época os vinte e poucos cds com uma falação danada. Gostei demais do trabalho do cara apesar de ter uma pegada de autoajuda bem forte. Nessa época decidi que faria algo parecido. Precisava entender isso.

   O cidadão começou utilizando fitas cassete. Tem gente que nem sabe o que é isso hoje em dia. Depois pulou pro cd e ali ficou estacionado. Ao menos nem sinais de software. Na verdade o sujeito é muito ousado. Tem um discurso entusiasmado e uma metodologia muito interessante.

  Foi minha primeira investida mais forte no assunto. Sou publicitário, mas a música sempre me acompanhou, assim como os computadores e as ideias fora do padrão. Nessa época já sabia qual era meu objetivo nesse planeta pequeno demais pro tamanho do ego do Ser Humano. Estava decidido. O Ouvido Absoluto seria o meu destino.

Bernardo Baeta

obs. E o título do post?! O novo de novo?! Já nem me lembro mais por quê. Vou ver se acho no google a resposta. Tem que ter a resposta no google!
 

Monday, November 28, 2016

Um novo início.



 
     Após um longo e tenebroso inverno o projeto Ouvido Absoluto ensaia uma nova fase em novo endereço: https://aulademusica.com.br

     Do início da ideia em 2001 até o presente - novembro/16 - foram tantas estórias, personagens, encontros e desencontros que precisaria escrever um livro pra contar toda a epopeia.

    Por enquanto prefiro focar neste momento especial que certamente, agora mais do que nunca, será uma jornada firme e consistente para o amadurecimento e consolidação dessa iniciativa que pretende trabalhar a educação musical à distância no longo prazo e explorar os mistérios do ouvido absoluto no curto. O OA (ouvido absoluto) é um tema amplo e muito controverso que tenho certeza abrigará debates calorosos e quem sabe com a construção desta comunidade possamos juntos avançarmos no assunto e fazermos novas descobertas.

   Não pretendo estender neste primeiro contato. Com o tempo as estórias chegarão à superfície e terei entusiasmo em dividir com todos os interessados a trajetória deste trabalho que espero possa ser também uma grande aventura com muitos participantes.

   Bem, há muito coisa pra fazer.

   Bernardo Baeta